Anuncie Topo
Studio Milena Andrade
Anuncie
Supermercado
bbnet
wm
Inordeste

Atendimento a queimados já ultrapassa 20 casos no Huse

Sergipe | 16/06/2023 10h30

Com o foco de conscientizar a população sobre os cuidados que devem ser adotados para que o período junino ocorra de forma tranquila e com segurança, a Secretaria da Segurança Pública (SSP) preparou a segunda edição da ‘Campanha Se Avexe Não’. Dentre os temas abordados, está o uso correto de fogos e fogueiras, já que esses itens tão tradicionais da cultura nordestina, por envolverem o fogo, podem causar queimaduras que, inclusive, neste ano já superam a marca de 20 casos no Hospital de Urgência de Sergipe (Huse).

Continua depois da publicidade

De acordo com os dados fornecidos pelo Huse, que é hospital de referência no atendimento de queimados em Sergipe, entre os dias 1º e 12 de junho de 2022, a unidade contabilizou 13 casos de queimaduras. Porém, no mesmo período, mas já neste ano de 2023, o Huse já chegou à marca de 24 atendimentos prestados a vítimas de queimaduras, dos quais seis foram decorrentes da utilização de fogos de artifício.

É por esse volume de casos envolvendo queimaduras ainda no início do mês de junho, que a Campanha ‘Se Avexe Não’, da SSP, trouxe a conscientização sobre os riscos e os cuidados que se deve ter ao manusear fogos e fogueiras para evitar queimaduras. Além de gerar dor à vítima e à família, os atendimentos de casos de queimaduras podem interferir em outros serviços da área de saúde neste período junino.

Nesse cenário de fogos e fogueiras e a possibilidade de queimaduras, a Campanha ‘Se Avexe Não’ orienta que os fogos de artifício devem ser comprados somente em lojas certificadas e que, mesmo os fogos dedicados às crianças devem ser utilizados sob a supervisão de um adulto. Além disso, não se deve aproveitar os fogos que não funcionaram, que devem ser colocados em balde com água para neutralizar a carga explosiva.

As orientações dadas pela campanha idealizada pela SSP também indicam que fogos devem ser soltos em locais abertos e distantes de pessoas, veículos, residências e canis. Além desses, locais com árvores e fiação elétrica não são adequados para soltar fogos de artifício. Os fogos também não devem ser utilizados por pessoas que consumiram bebidas alcoólicas, e as fogueiras não devem ser acesas embaixo de árvores e rede elétrica.

Mas, se ainda assim ocorreram casos de queimaduras, a recomendação é tentar remover o agente causador das chamas, conforme explicou o sargento Edmilson Leite, do Corpo de Bombeiros. “Fazendo essa remoção e apagando as chamas. Mas, caso a vestimenta esteja colada à pele da vítima da queimadura, essa não deve ser removida, pois no hospital será feita a remoção”, informou.

Ainda no caso de queimadura, de acordo com o integrante do Corpo de Bombeiros, não se deve colocar nenhum material sobre a pele. “As pessoas têm costume de colocar manteiga, café, pomadas, creme dental, mas não se deve colocar porque, levando ao hospital, tudo isso vai ser removido, ocasionando mais dor. Então, a recomendação é deixar em água corrente e cobrir o local com pano úmido e limpo”, acrescentou.

Porém, a recomendação de colocar a parte do corpo afetada pela queimadura em água corrente não é válida para áreas queimadas superiores a 10% do corpo. “Porque podemos baixar muito rapidamente a temperatura corporal da vítima, ocasionando o choque térmico que pode levar até à morte. As queimaduras no rosto precisam ser conduzidas de imediato para o hospital pois podem fechar a glote e levar à parada cardiorrespiratória”, realçou.

Por fim, a ‘Campanha Se Avexe Não’ orienta que, em casos de urgência, o Corpo de Bombeiros pode ser acionado pelo telefone 193. O acionamento também pode ser feito mediante chamado ao Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp – 190). As equipes da corporação estão estrategicamente distribuídas pelo território sergipano para o rápido atendimento às ocorrências durante as festividades juninas.

Tópicos Sergipe
Mais Recentes
Comentários
Publicidade