Levantamento aponta que notícias falsas são campeãs de compartilhamento na internet

Notícias | 18/04/2016 12h55

Um levantamento do Grupo de Pesquisa em Políticas Públicas de Acesso à Informação da USP apontou que três das cinco reportagens mais compartilhadas por brasileiros no Facebook entre a última terça-feira (12/4) e sábado (16/4) são falsas.

De acordo com a BBC Brasil, que obteve acesso ao estudo, as matérias que ocupavam o topo do ranking de acessos haviam sido desmentidas em notas oficiais ou reportagens publicadas pela imprensa.

Continua depois da publicidade

O grupo de pesquisa, criado pelos professores da USP Marcio Moretto Ribeiro e Pablo Ortellado, analisou o desempenho de 8.290 reportagens, publicadas por 117 jornais, revistas, sites e blogs noticiosos. As estatísticas são divulgadas na página “Monitor do debate político no meio digital”.

Na lista dos “top 5” boatos compartilhados, estão:

“Polícia Federal quer saber os motivos para Dilma doar R$30 bilhões a Friboi”, do site Pensa Brasil (3º lugar no ranking geral da semana, com 90.150 compartilhamentos)

“Presidente do PDT ordena que militância pró-Dilma vá armada no domingo: ‘Atirar para matar'”, do site Diário do Brasil (4º lugar, com 65.737 compartilhamentos).

“Lula deixa Brasília às pressas ao saber de nova fase da Lava-Jato. Seria um mandado de prisão?”, do site Diário do Brasil (5º lugar, com 58.601 compartilhamentos).

À BBC, o Diário do Brasil afirmou que a reportagem sobre o suposto presidente do PDT “não era exclusiva”. Disse ainda que a notícia é real, mesmo após ser desmentida. Sobre o suposto mandado de prisão contra Lula, o veículo alegou que o texto foi publicado em 10 de março, às vésperas da Operação Xepa, que não teve qualquer mandado contra o político. O Pensa Brasil não se pronunciou.

O PDT desmentiu boatos campeões de audiência da semana. A reportagem falsa, repetida mais de 60 mil vezes, apontava que um homem chamado José Silvio dos Santos seria o presidente do partido no DF e teria convocado militantes para atirarem em parlamentares no último domingo (17/4).

“O PDT torna público que este cidadão, por não ter nenhuma autorização para se manifestar em nome da instituição, foi expulso do quadro de filiados do partido”, informou a sigla, em nota assinada por seu presidente no Distrito Federal, Georges Michel Sobrinho.

A matéria sobre a “doação de R$ 30 bilhões” pelo governo à Friboi foi desmentida em entrevista à BBC pelo próprio presidente da empresa, que controla o frigorífico. Ele não havia sido contatado pelo site.

Os pesquisadores também promoveram pesquisas de opinião em atos na avenida Paulista, em São Paulo. “Cada lado dessa disputa construiu narrativas mais ou menos simplistas para defender suas posições. Tanto os boatos como as matérias produzidas foram muito compartilhados quando se adequaram a essas narrativas”, disse Marcio Moretto.

Fonte: Portal Imprensa

Tópicos Notícias
Mais Recentes
Comentários
Publicidade