Policia Federal detalha operação que prendeu três pessoas e apreendeu drogas em Campo do Brito

Policial | 14/04/2015 18h08

Policia Federal detalha operação que prendeu três pessoas e apreende 87 kg de drogas em Campo do Brito

(Foto: Divulgação Policia Federal)

A Polícia Federal em Sergipe desarticulou, na tarde da última segunda-feira, 13, uma quadrilha especializada no tráfico de armas e de drogas responsável pela distribuição de grandes quantidades de cocaína no estado, especialmente nas cidades de Aracaju, Itabaiana, Campo do Brito e Lagarto.

Continua depois da publicidade

As denúncias relacionadas à um esquema de tráfico em Sergipe chegaram à Polícia Federal após uma apreensão realizada no dia 20 de fevereiro, em Aracaju, quando 20 kg de cocaína foram encontradas em um veículo Zafira que era transportado em um caminhão cegonha.

Com o aprofundamento de tais diligências foi possível identificar os indivíduos Boris, 26 anos, residente em Campo do Brito/SE e Reinan, 25 anos, residente em Lagarto, que seriam os responsáveis pela grande movimentação de cocaína e armas no estado.

Na tarde de ontem, policiais federais receberam a informação da chegada de um grande carregamento de cocaína no interesse da dupla de traficantes e, em razão disso, montaram campana nas proximidades de Campo do Brito/SE.

A equipe, posicionada em local estratégico, visualizou a chegada de uma carreta com placas de Santos, conduzida por Américo, 46 anos, natural de Santos/SP, e também o momento no qual a dupla foi ao encontro do caminhoneiro. Foi neste momento que a PF realizou a abordagem do trio e a revista a carreta, onde encontraram 87 kg de cocaína (tabletes) nos dois pneus traseiros.

Continua depois da publicidade

Os policiais se dirigiram até a residência de Boris na cidade de Campo do Brito, onde encontraram mais uma pistola, três tocas ninjas e dois automóveis, previamente preparados para o transporte de drogas e armas.

Num dos veículos foram localizados, escondidos no fundo falso, mais 4 pistolas, munições, carregadores e acessórios para que uma das armas funcionasse como uma submetralhadora.

Os presos foram levados até a sede da PF em Aracaju para a lavratura do flagrante e lá foram indiciados nos termos dos artigos 33, 35 e 40, V, da Lei nº 11.343/2006, artigo 1º da Lei nº 9.613/98 e artigo 16 da Lei nº 10.826/2003, permanecendo atualmente na delegacia plantonista, à disposição da justiça estadual.

(Com informações da Comunicação Social da Polícia Federal em Sergipe e do site Infonet.)

Tópicos Campo do Brito, Policial
Mais Recentes
Comentários
Publicidade