Escolas Estaduais vão contar com postos de segurança 24horas e vigilantes armados

Sergipe | 07/02/2015 13h20

Com o intuito de diminuir a grande ocorrência de furtos nas unidades de ensino, a Secretaria de Estado da Educação (Seed), está inserindo postos de vigilância terceirizada por 24horas, inclusive feriados e fins de semana.

Um estudo realizado pela área de segurança da Seed apontou escolas que apresentam um alto índice de furtos, arrombamentos e invasão. Diante disso, estas unidades estão sendo contempladas com uma ação maior e preventiva.

Continua depois da publicidade

De acordo com o diagnóstico, a princípio, 20 instituições de ensino estarão recebendo os postos. Os vigilantes, inclusive, terão porte de arma, mas só atuarão com o armamento no período compreendido entre o término das aulas escolares (noturno) e antes do recomeço (diurno).

“Qualquer escola onde tiver professor, aluno, reposições de aulas, pré-universitário, ensaios juninos e outras atividades que envolvam a presença de pessoas, estes vigilantes não estarão armados, apenas atentos à preservação do patrimônio público”, ressalta o secretário da Educação, Jorge Carvalho.

O chefe da Segurança Escolar da Seed, Charles Hardman, explicou a logística e a necessidade de se desenvolver essa atividade. “Diante do resultado do nosso estudo, ficou claro que precisávamos inserir esses postos com 24horas de vigilância nas escolas, tanto para guarnecer o patrimônio, quanto para proteger funcionários e alunos da ação de meliantes em cada região. Esperamos evitar arrombamentos e furtos de merendas e material administrativo”, disse.

Exemplos – Ainda conforme a Segurança da Seed, a medida não afetará os vigilantes efetivos da casa. “Muito pelo contrário, eles estão sendo deslocados para escolas com ínfimos índices de ocorrências, na maioria deixando de trabalhar à noite, sem prejuízo de suas ações como servidor público”, afiança Hardman.

No Bugio, a Escola Estadual José de Alencar Cardoso já está funcionando o projeto e é com alivio que a coordenadora, Ana Isabel Mendonça, fala da importância dessa ação.

“Os alunos já vêem para a escola com tranqüilidade, agora nós sentimos muito mais protegidos com mais afinco para trabalhar e os alunos para aprenderem com paz e segurança”, enfatiza.

Outra unidade que já recebeu o posto da vigilância 24horas foi a Escola Jornalista Paulo Costa, também situada no conjunto Bugio. “Foi um ato de ‘socorro’. Sinto como se tivéssemos sido salvos de algo pior. Agora trabalho na minha sala, tranqüila. A presença de vigilante inibe ações violentas. Estou muito feliz”, conta com alegria a secretária Nivalda Santos Cardoso.

Bergson Santana, 11, aluno da escola, comenta a medida protetiva. “Muito feliz. Quando cheguei aqui que vi o vigilante fiquei aliviado, sabendo que agora teremos mais condições de estudo. Agradeço a Secretaria por pensar nos estudantes e colocar esse posto aqui. Pessoas que vinham aqui sem estudar na Jornalista Paulo Costa, já não vieram mais, porque se sentiram inibidos com a presença do vigilante e isso é muito bom”, afirma com entusiasmo.

Funcionamento piloto – Além das Paulo Costa e Alencar Cardoso, outras quatro escolas já estão com a vigilância ostensiva: (Escola Estadual Frei Inocêncio, em Nossa Senhora do Socorro); (Escola Estadual Dom. José Vicente Távora, em Tomar do Geru); (Colégio Estadual Gov. Augusto Franco, no Santos Dummont) e (Estadual Min. Geraldo Barreto Sobral ‘CAIC’, no Bairro Industrial).

As demais, até o final do mês de fevereiro, já terão sido contempladas com a nova vigilância, porque aguardam tramites burocráticos, por força da terceirização do serviço por conta da Seed.

Escolas Contempladas

Aracaju – Escola Estadual Don Vicente Távora; Colégio Estadual José Rollemberg Leite; Escola Estadual Min. Geraldo Barreto Sobral (CAIC); Escola Estadual Olímpia Bittencourt; Colégio Estadual Governador Albano Franco; Colégio Estadual Sec. Francisco Rosa Santos; Estadual Rodrigues Dórea; Escola Estadual José de Alencar Cardoso; Escola Jornalista Paulo Costa e Colégio Estadual Gov. Augusto Franco;

Nossa Senhora do Socorro – Escola Estadual Frei Inocêncio; Escola Estadual Poeta João Freire Ribeiro; Colégio Estadual Juscelino Kubitschek; CAIC Jornalista Joel Silveira; Escola Estadual Prof. Rosa Maria; Colégio Estadual Prof. Nilson Socorro e Escola Estadual Prof. Júlia Teles;

Barra dos Coqueiros – Escola Estadual Prof. José Franklin;

Tobias Barreto – Escola Estadual Rural Engenheiro José Carvalho;

Tomar do Geru – Escola Estadual Dom. José Vicente Távora.

(Ascom SEED/SE)

Tópicos Educação, Sergipe
Mais Recentes
Comentários
Publicidade