Agentes de Saúde e de Endemias de Campo do Brito aderem à paralisação nacional

Paralisação | 12/11/2013 13h16 - Atualizada às 12/11/2013 13h34

Na manhã desta terça-feira (12), Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias do município de Campo do Brito, com cartazes e carro de som realizaram uma manifestação nas principais ruas do município, como parte do manifesto nacional das categorias.

Continua depois da publicidade

A paralisação é em prol do piso salarial nacional que deve ser votado ainda hoje na Câmara dos Deputados, em Brasília.

A convocação da à paralisação nacional partiu da Confederação Nacional dos Agentes de Saúde (Conacs), da Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde (MNAS), e de diversas entidades sindicais envolvidas no movimento, devido aos últimos acontecimentos ocorridos em Brasília, diante das articulações políticas contra o PL 7495/06 (Projeto de Lei do  Piso Salarial Nacional dos ACS e ACE), convocou todos os Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias para uma paralisação e manifestações em todo o  Brasil. São mais de 260 mil Agentes Comunitários e 63 mil de endemias no Brasil.

A orientação era que todos os ACS e ACE, independentemente de serem ou não filiados a alguma Federação ou Sindicado da categoria se mobilizassem nos dias 11 e 12 de novembro, através de paralização geral com concentração nas prefeituras, reivindicando apoio dos Prefeitos ou fazendo mobilização e abordagem aos Deputados e Senadores de cada Estado nos aeroportos das capitais, especialmente nos dias 11/11 e 12/11 e em horários de voos com destino a Brasília.

A paralisação em Campo do Brito, contou com o apoio do Sindicado dos Servidores Municipais de Campo do Brito.

Da redação Portal i9 Sergipe, por William Vinícius.

Tópicos Campo do Brito, Saúde
Mais Recentes
Comentários
Publicidade