Polícia apresenta três suspeitos de arrombar caixas eletrônicos em Campo do Brito, São Domingos e outras cidades em SE

Policial | 17/05/2013 20h21 - Atualizada às 11/11/2016 14h23

Foram apresentados na manhã desta sexta-feira, 17, no Complexo de Operações Policiais Especiais (COPE) três homens presos em uma blitz da Polícia Rodoviária Federal (PRF) na última quarta-feira, 15, no KM 27 da BR-235 na altura do município de Areia Branca. Sérgio Meneguel, 45 anos, o ‘Xuxa’, o técnico em eletrônica Sebastião Alberto Dias de Assis, 24, e Reginaldo Valentim Miranda, 29, foram flagrados em um Fiesta, com placa da Bahia, com materiais utilizados em arrombamentos de cash eletrônicos.

Continua depois da publicidade

De acordo com o inspetor da PRF, Alvino Domingues, os policiais perceberam que havia algo estranho no carro e ao efetuarem a abordagem encontraram um rádio de comunicação portátil, lona e um maçarico. “Consultamos no sistema Infoseg a ficha criminal dos suspeitos e vimos que Sérgio havia sido preso em Feira de Santana no ano de 2011 por arrombar caixas eletrônicos no Estado da Bahia”, explicou Domingues.

Após prender o trio, a PRF entrou em contato com o diretor do Cope, delegado Flávio Albuquerque, a fim de apurar as investigações sobre possíveis que crimes que os acusados teriam cometidos em Sergipe. Depois de colher o depoimento dos acusados e consultar o banco de imagens de bancos que foram assaltados no interior do Estado, a Polícia Civil não teve dúvidas de que estava diante de um trio responsável por assaltos a agências bancárias do Banco do Brasil de três cidades no interior.

Entre as ações da quadrilha em Sergipe destacam-se explosões de caixas eletrônicos em Campo do Brito, São Domingos e Lagarto. “A última ação desta quadrilha no Estado ocorreu na agência do Banco do Brasil de Cristinápolis, porém, não obtiveram êxito, pois explodiram a agência e não conseguiram levar o dinheiro dos cashs”, explicou Albuquerque.

Continua depois da publicidade

No Cope, o carro apreendido pela PRF, passou por nova e minuciosa revista sendo encontrado escondido em seu interior duas pistolas, sendo uma de calibre 9 mm e outra 380, quatro celulares, um cilindro de oxigênio, ferramentas, cordas, luvas e dezenas de munições.

Atuação da quadrilha

A Polícia Civil sergipana descobriu que Sebastião e Reginaldo vivem em Cuiabá, capital do Moto Grosso, e só viam ao Nordeste quando eram convidados por Sérgio para ‘estourar’ bancos no interior de Sergipe. “Eles vinham de avião até o aeroporto de Salvador e de lá eram conduzidos por Sérgio até alguma pousada onde pernoitavam antes de praticar a ação criminosa nas agências bancárias”, explicou o delegado.

Cabia e a Tiago e Sérgio, o quarto integrante da quadrilha que encontra-se foragido, a contenção dos roubos. “Assim que Sebastião desativava os alarmes das agências entrava em ação Reginaldo que encobria os vidros dos bancos com lona preta. O intuito era evitar que alguém que passasse na rua percebesse a movimentação dentro da agência, bem como a utilização do maçarico para arrombar os cash”, comentou Flávio.

Flávio confirmou que não havia mandados de prisão em aberto contra os acusados pelas ações praticadas em Sergipe. No entanto, ficarão presos pelo flagrante realizado pela PRF. Os acusados também confessaram envolvimento no arrombamento a um caixa eletrônico de um supermercado, no município de Lagarto.

Ascom SSP/SE
Tópicos Campo do Brito, Policial, São Domingos
Mais Recentes
Comentários
Publicidade