Ponto de Vista – Edição 02

Ponto de Vista | 19/04/2013 09h58 - Atualizada às 19/04/2013 10h01

Sou FORASTEIRO. E daí? Cometo algum crime?

Esta semana fomos vítimas de um discurso eivado de preconceito. O vereador da oposição, Bel de Pio em seu afobado pronunciamento em defender o indefensável, em sessão na Câmara de Vereadores, acusou-me de forasteiro. O que é um forasteiro? Segundo o dicionário, estrangeiro; aquele que veio de outro lugar.

Continua depois da publicidade

Sou forasteiro. E daí? Cometo algum crime? O vereador desconhece que xenofobia é crime. E esta atitude vem de encontro a tudo que acreditamos. Com práticas iguais a esta, Adolf Hitler destruiu metade da Europa; negros africanos foram escravizados; índios brasileiros foram espoliados em suas terras e sonhos são cerceados pelos recantos do mundo, fruto de mentes preconceituosas.

Bel de Pio é um homem raso no saber, no trato com as pessoas. Um homem com a mente pequena. Seu discurso causou-me tristeza, uma vez que estamos em pleno Século XXI e estas práticas devem ser repudiadas com firmeza. Assim, o faço. Repudio. Ignoro. Rezo para que o Nobre Edil tenha melhor discernimento em suas atitudes.

Acredito na inteligência do povo de Campo do Brito e sei que a maioria não concorda com esta postura. Estou aqui a serviço da administração municipal, num trabalho que tenho feito com responsabilidade e determinação. Moro na cidade, compro na cidade, tenho uma pessoa da cidade que trabalha em minha casa. Sinto-me a vontade em circular por todos os cantos do município. Nunca busquei neste período desrespeitar as famílias britenses. Meu papel aqui é estritamente profissional.

Saibam que dentre meus grandes amigos, alguns destes são britenses. Sempre estive por aqui. Trabalhei em duas campanhas eleitorais nos anos de 2008 e em 2012.

Durante este período, conquistei mais amigos e o respeito de muita gente. Sempre pautei o meu trabalho com extremo profissionalismo. Minha intenção é a promoção da administração municipal e também, enaltecer o povo de Campo do Brito. Um povo trabalhador, honrado e hospitaleiro.

O vereador Bel de Pio, como representante do povo, cometeu um crime em incitar a população à discriminação. Sentimos tristeza em sua atitude. Perdoamos por entender que o mesmo desconhece o seu papel como homem público e desconhece sobremaneira, o sentido amplo do estado democrático do direito e do exercício pleno da democracia.

Portanto, sem a capacidade de compreender a crítica, não cabe o elogio sincero!

Josival Bezerra

A Semana é de…

A coluna chama a atenção e parabeniza a parceria exercida entre a ONG Canto Vivo e a Paróquia Nossa Senhora da Boa Hora em torno da preocupação com a preservação ambiental da Serra dos Montes de São José.

No domingo, dia 14 de abril, aconteceu mais um plantio de 700 mudas nativas, dentre elas, aroeira e cajueiro. As mudas foram trazidas pela ONG Canto Vivo, coordenada pela ambientalista Cristiane Nogueira da Silva. A Canto Vivo vem desenvolvendo este trabalho em Campo do Brito, desde o ano de 2009, com atitudes concretas, a exemplo do plantio de mudas, na realização de oficinas e de palestras.

Louvável a atitude da Paróquia em estabelecer esta parceria, disponibilizando alimentação e lanche para todos os participantes, além de mobilizar os paroquianos em torno de um projeto que visa preservar uma das mais importantes reservas naturais do agreste de Sergipe. Um patrimônio do povo de Campo do Brito.

Oportuno conclamar todas as entidades públicas e privadas do município na somação de esforços. Afinal, a Serra dos Montes é um pedaço de cada britense. Nossos sinceros cumprimentos pelo brilhante trabalho ao padre José Carlos Lima e a Cristiane Nogueira. Parabéns!

Notas Avulsas

Domingo do Barulho

Os moradores da Praça Mário Ribeiro de Brito têm sofrido com a poluição sonora nas tardes de domingo. O local se transforma em espaço do barulho! Assistir televisão, ouvir uma música em casa, ou até mesmo, falar ao telefone é algo impensável. Aproveitamos o espaço para fazermos um apelo às autoridades competentes para coibir esta prática ilegal e que prejudica a todos. As pessoas precisam entender que a vida em comunidade é efetivada quando respeitamos o direito de ir i vir de todos, irrestritamente!

Parceria Elo Comunicação e Centralfest

Uma nova parceria está sendo firmada em Campo do Brito. Trata-se da união entre a empresa Elo Comunicação e o site de notícias Centralfest, com o objetivo de promover eventos e ações de comunicação e de marketing para empresas e na realização de eventos artísticos em Campo do Brito e na região.

Para marcar a concretização da parceria, o grupo realiza no dia 11 de maio, na Escola Estadual Deputado Francisco Paixão, o Baile do Dia das Mães, com a participação do Grupo Musical ‘Tom Sobre Tom’, que tem a frente o casal Nivaldo e Juarina. A festa começa às 21 horas, com sorteios de presentes e muita animação. As mesas poderão ser adquiridas pelos telefones: 9857-9649 (Marques) e 9975-7301 (Daniel). Vamos que Vamos!

Pousada José Ernesto Sobrinho

Campo do Brito, cidade hospitaleira. E com este pensamento e no objetivo de garantir aos visitantes e turistas, um espaço de qualidade para se hospedar, registramos o funcionamento da Pousada José Ernesto Sobrinho, de propriedade do ex-vereador Neto. O empreendimento localizado na Praça Boa Hora, conta com confortáveis instalações e com um serviço de café da manhã de primeira qualidade. A Pousada veio com tudo e se transforma em um marco para a economia turística do município. Boa sorte, Neto!

Aniversariantes

Fazer Aniversário é amadurecer um pouco mais e olhar a vida como uma dádiva de Deus. É ser grato, reconhecido, forte, destemido. É ser rima, é ser verso, é ver Deus no universo. Parabéns a você nesse dia tão grandioso!

14/04 – Lukas Nascimento, estudante.

21/04 – Jackson Douglas, empresário da Popô Sat, São Domingos.

22/04 – Alessandro, empresário do Ateliê Acredit’art.

25/04 – Gugu Nascimento, empresário da Gugusigns.

O que você pensa sobre…

Para Refletir!

Há uma tribo africana que tem um costume muito bonito. Quando alguém faz algo prejudicial e errado, eles levam a pessoa para o centro da aldeia, e toda a tribo vem e o rodeia. Durante dois dias, eles vão dizer ao homem todas as coisas boas que ele já fez.

A tribo acredita que cada ser humano vem ao mundo como um ser bom, cada um de nós desejando segurança, amor, paz, felicidade. Mas às vezes, na busca dessas coisas, as pessoas cometem erros. A comunidade enxerga aqueles erros como um grito de socorro.

Eles se unem então para erguê-lo, para reconectá-lo com a sua verdadeira natureza, para lembrá-lo quem ele realmente é, até que ele lembre totalmente da verdade da qual ele tinha se desconectado temporariamente: “Eu sou bom”.

Sawabona Shikoba!

SAWABONA é um cumprimento usado na África do Sul e quer dizer: “EU TE RESPEITO! EU TE VALORIZO! VOCÊ É IMPORTANTE PRA MIM”.

Em resposta as pessoas dizem: SHIKOBA. Que quer dizer: “ENTÃO, EU EXISTO PRA VOCÊ”.

Espaço do Leitor

Participe de nossa coluna, envie suas críticas e sugestões. Nosso e-mail: [email protected]

É Vida que Segue…

Tópicos Ponto de Vista
Mais Recentes
Comentários
Publicidade