Secretário de Comunicação de Campo do Brito, Josival Bezerra, concede entrevista ao Portal Galerafest. Confira!

Campo do Brito | 11/04/2013 20h09 - Atualizada às 11/04/2013 23h32

Na tarde desta quarta-feira, 10, o Portal Galerafest em parceria com o site Centralfest entrevistou o secretário de comunicação do município de Campo do Brito, Josival Bezerra, para falar sobre os 100 dias da administração do prefeito Alexsandro Menezes da Rocha (Léo) e sobre projetos futuros.

As perguntas foram elaboradas com base em comentários dos internautas dos dois sites, confira:

Continua depois da publicidade

QUAIS OS PROBLEMAS DEIXADOS PELA ADMINISTRAÇÃO ANTERIOR?

O primeiro problema foi a folha de dezembro, de 80% dos servidores municipais, a administração anterior pagou apenas os servidores da secretária municipal da saúde e as demais secretárias ficou em débito. E é bom frisar que não se deixou dinheiro em caixa para se pagar ao servidor municipal, os valores ditos, se existem esses são chamados de verbas carimbadas (dinheiro que tem destinação específica).

Tivemos  dificuldade em encontrar documentações de obras que estavam paralisadas, da situação dos servidores, mesmo com tudo isso, nós estamos desde janeiro até agora tentado colocar as coisas em ordem.

O sucateamento vergonhoso da frota de veículos do município, a situação do lixo na cidade, onde a empresa que prestava serviços para o município teve o contrato rescendido em dezembro, e em janeiro assim que o prefeito Léo juntamente com o vice César assumiram, uma das primeiras medidas foi o mutirão para fazer a limpeza da cidade, no qual eles disponibilizaram veículos das suas empresas gratuitamente para fazer o trabalho do mutirão.

QUAIS AS PRINCIPAIS DIFICULDADES ENFRENTADAS NESSES 100 DIAS?

Ainda o grande entrave, é a questão da folha salarial, pelo seguinte aspecto, a folha do município chega a 1 milhão e 200 mil reais, com os encargos sociais, e você não tem como pegar a folha da educação que está em atraso que chega a mais de 800 mil, sendo que a arrecadação do município não passa de 1 milhão e 600 mil reais. E os serviços essenciais? E as outras obrigações? E fornecedores? Onde é que você vai encontrar esse recurso? Então a única condição como está acontecendo, é uma série de encontros entre o prefeito e o pessoal do síntese para chegarmos a um acordo,  buscando a melhor saída.

A frota de veículos, tivemos que colocar quase 20 veículos nas oficinas para fazer todos os reparos possíveis, também tivemos que fazer a locação de outros para atender aos serviços essenciais, a exemplo da secretária municipal da saúde, veículos que estão sendo utilizados para levarem as equipes do PSF para as unidades dos povoados.

Nós temos que buscar alternativas, Léo já foi a Brasília de outubro até agora 3 vezes, para buscar recursos, assinar convênios, projetos, correr atrás de todos os convênios do ano passado que foram perdidos porque o município de Campo do Brito não tinha certidão, e sem essa o governo federal não mandaria 1 centavo.

O que a gente pede a população é que as pessoas tenham um pouco mais de paciência que compreendam que nós estamos apenas no começo e encontramos uma estrutura, extremamente sucateada, em todos os aspectos.

COM ESSES PROBLEMAS O QUE DEU PARA SE REALIZAR NESSE CURTO ESPAÇO DE TEMPO?

A primeira conquista, a retroescavadeira, que dizem que era um projeto da administração passada, até que a gente concorda que pode ter sido; foi incompetência administrativa ter uma retroescavadeira em Brasília e não conseguir trazê-la, deixando que seu opositor ganhe uma eleição e no ano seguinte, no mês de janeiro ele receba a retroescavadeira. Léo estava em Brasília quando foi informado que Campo do Brito foi contemplado com uma retroescavadeira e conseguiu trazê-la para o município, pedimos a documentação ao então prefeito Jdovan e ele preparou, podemos dizer que realmente o prefeito ele teve a bondade de ajudar, a solicitação foi encaminhada a Brasília, mas tudo isso sempre com a presença do prefeito Léo Rocha.

Foi realizado o mutirão da limpeza que estava realmente precisando, a cidade estava muito suja, a campanha do IPTU, pela primeira vez em Campo do Brito, onde você não cobrou apenas o imposto, você promoveu a campanha, e através de um sorteio que foi realizado publicamente na Praça 13 de julho,  nós distribuímos 8 prêmios às pessoas que foram contempladas com a campanha do IPTU.

Recebemos no início do ano uma equipe do projeto RONDON, caravana essa que circula o Brasil todo, que é um projeto de uma visibilidade muito grande. A realização do Carnaval da Barragem, de uma forma organizada, onde as pessoas perceberam como se organiza um evento, estacionamento adequado, todo um aparato de segurança no entorno e dentro da área de banho da barragem. Outro ponto também foi a festa de São José, que a oposição afirmava em rádios, na câmara de vereadores, de que nós iriamos acabar com a tradição da festa, várias pessoa de Campo do Brito que moram aqui e que não moram, mas que são campobritenses, elogiaram pela organização. Campo do Brito, foi alvo de matéria da TV Sergipe, ainda saiu imagens da festa no Jornal Hoje, no Jornal Nacional, matéria completa no Globo Rural Nacional.

O pagamento em dia do servidor, janeiro foi pago em dia, fevereiro e março também foram pagos em dia, também já foi pago uma parte do salário atrasado de algumas secretárias, como o salario de dezembro, só temos hoje em atraso o salário da secretária municipal de educação.

A entrega das cestas básicas com o peixe na semana santa, um trabalho da secretária da assistência social, 1000 cestas básicas foram distribuídas nas cidades e nos povoados, nesse aspecto nós também estamos mantendo a tradição, de ajudar, de dar o peixe na semana santa.

Outra luta do prefeito LÉO foi a aquisição do prédio, outrora era do município e que foi cedido ao tribunal eleitoral, hoje o município conseguiu de volta. Melhorias nas condições físicas das unidades da administração, nós encontramos prédios em situação de caos.

O prefeito já pediu 2 quadras cobertas para serem construídas aqui no município, no dia 05 de abril nós assinamos o pedido para sermos contemplados com o projeto CIDADES DIGITAIS, um projeto ousado, um avanço, onde a população poderá acessar gratuitamente a internet em algumas áreas.

COMO ESTÁ O COFRE PÚBLICO?

O município de Campo do Brito não foge a regra dos demais municípios, sobrevivemos do FPM (Fundo de Participação do Município), onde o município arrecada 1.600 ou 1.700 e tem uma folha de 1.100 ou 1.200, o que sobra para o município?  Mas o prefeito reuniu diversos secretários, arquitetos, urbanistas, juntamente com o vice-prefeito, e o pessoal ligado a secretaria de finanças e de elaboração de projetos, juntos tentando elaborar um maior número possível de projetos no setor de obras para ser encaminhado para a bancada federal, em especial ao Deputado Valadares filhos e ao senador Valadares, além dos demais políticos que possam se inteirar com o município e pleitear junto ao governo federal essas obras.

NO MUNICÍPIOS EXISTE MUITAS OBRAS INACABADAS E O QUE O MUNICÍPIO PRETENDE FAZER?

Serão retomadas essas obras, o prefeito Léo convocou o dono da empresa da obra pro-criança e do posto de saúde do Garangau, e o mesmo já se prontificou em retomar as obras. E outra obra que também está sendo discutida é a construção da Academia da Saúde que nunca começou.

QUAIS SÃO AS MAIORES COBRANÇAS QUE A POPULAÇÃO TEM FEITO AO PREFEITO LÉO?

A principal demanda de questionamento que o prefeito tem recebido semanalmente é o pedido de empregos, mas infelizmente é uma demonstração de que o município carece de um projeto maior, só que na prefeitura, não tem como colocar essas pessoas, mas outro desafio, é buscar parceria de empresas, pequenas empresas que possam montar sedes aqui no município, para que elas possam gerar emprego e renda. Nós temos inclusive um prefeitura inchada, pois foram vários concursos e convocou-se muita gente.

RECENTEMENTE VIMOS QUE A INSEGURANÇA EM CAMPO DO BRITO VEM CRESCENDO, E DE QUE FORMA A PREFEITURA PODE TENTAR SANAR ESSA INSEGURANÇA?

O prefeito concedeu uma entrevista ao Correio de Sergipe, e ele diz que mesmo sabendo que é responsabilidade do estado, pois está lá na constituição, o município não pode se esquivar. E o que ele projeta na área da segurança é constituir a guarda municipal, imagine se nós tivéssemos esse pessoal treinado e preparado para estar nos espaços públicos, circulando num trabalho de ronda em parceria com a Polícia Militar e Polícia Civil em campo do brito. É um projeto que dá garantia à população de Campo do Brito de dias de segurança, viver em tranquilidade no município, esse projeto já está em fase de estudo, em análise, pois se for ter toda uma movimentação na parte da legislação, como é que o município poderá fazer isso, desenvolver e estar a frente desse projeto.

QUAIS SÃO OS PROJETOS RELACIONADOS AO ESPORTE E LAZER DO MUNICÍPIO?

Nesta quinta-feira, a noite vai acontecer uma reunião com todos os dirigentes de agremiações de futebol do município para isso, o secretário de eventos, Everton Cunha, (neném de verso), ele desde o início disse que vamos desenvolver um calendário de eventos para o município. Tem um projeto que o secretário já está empreendendo que é a construção da praça de multieventos e da orla da barragem. Também estaremos participando do dia do desafio, um dia em que várias atividades que serão desenvolvidas ao mesmo tempo por toda a população, idosos, crianças, um dia de atividade física, de movimentar o corpo e a saúde.

FALANDO EM FESTA, HÁ ALGUM TEMPO CAMPO DO BRITO NÃO VÊ FESTEJOS JUNINOS, JÁ EXISTE ALGUM PLANEJAMENTO NESTE ASPECTO?

Dois eventos que foram discutidos ao longo da campanha e que estão sendo estudados pela secretaria de cultura, o São João e a Festa de Agosto, mas pensando em evento mesmo, organizado, com atrações que o município possa pagar ou buscar parcerias e que não venha comprometer o pagamento do servidores. Não adianta trazer uma atração de peso e todo mundo se alegrar por 1h30 e no final dizer eu não recebi o meu salário, mas há um pensamento positivo para a realização, trazer de volta os velhos tempos da Festa de Agosto e do São João que é uma tradição nordestina.

E A RESPEITO DO BRITO FOLIA RETORNARÁ ESSE ANO OU NÃO?

Não só essa questão do brito folia, o que for importante, o que for merecedor para o povo de Campo do Brito, a administração vai fazer, onde for necessário acontecer os eventos, de que forma vai ser necessário, desde que não comprometa serviços essenciais, não tire dinheiro necessário para manter o pagamento de servidores e fornecedores. Mas buscaremos a parceria, com empresários locais, governo do estado, federal, mostrar a importância do evento para o turismo local, a circulação de dinheiro que esses eventos proporcionam ao município, então isso tudo se movimenta na cidade, movimenta a economia, e o turismo de evento que é muito forte. Campo do Brito é uma cidade com um povo festeiro e trabalhador, nós não vamos deixar de fazer festas.

QUAIS OS PROJETOS QUE A PREFEITURA TEM PARA MELHORAR O TURISMO NA CIDADE?

A construção da obra da barragem vai dar uma visibilidade imensa e é uma área que recebe pessoas da cidade de campo do brito e das cidades circunvizinhas, muitas pessoas vem buscar na barragem um momento de lazer e diversão. A festa de São José como um evento de turismo religioso também pode crescer, pois quando você mantém essa visibilidade, mantém a tradição. Já em relação à Bica da Tapera e do Garangau, para esses espaços antes precisa fazer um projeto turístico, um projeto de revitalização para manter aquela área preservada, porque na verdade tem que trabalhar ali como turismo ecológico, diferente do turismo da barragem, pode-se criar trilhas ecológicas para as pessoas fazerem passeios, é divulgação, é turismo, o município estará sendo um ponto de atração dos curiosos, dos visitantes.

COMO ESTÁ O RELACIONAMENTO ENTRE A ADMINISTRAÇÃO, OS PROFESSORES E O SINTESE?

O prefeito em entrevista ao Correio de Sergipe, foi brilhante na resposta, disse que a relação com o síntese, é harmoniosa e sempre sendo pautada no diálogo e com respeito aos seus representantes. Vamos analisar o seguinte, no ano passado, primeiro semestre de 2012 os professores pediram o reajuste de 22,22% do reajuste do piso salarial, aqui teve manifestação, teve greve, reuniões que eram desmarcadas, quando chegou em agosto por uma motivação eleitoreira, e não outra, o prefeito Manoel de Souza faz um acordo, a administração senta com o sintese e fecha o seguinte acordo: vamos dar o reajuste, em agosto, que era uma discursão de janeiro, e o retroativo nós iremos ver, o mês de agosto pagou em setembro, o de setembro no mês de outubro, o de outubro em novembro e de dezembro não pagou e também não pagou o retroativo.

A administração esse ano já sentou mais de duas vezes, e se for por causa de reajuste esse ano o Sintese não vai fazer manifestação, se for por cumprir o pagamento do piso não vai ter manifestação, mas pela incompetência administrativa da gestão passada o síntese poderá fazer alguma coisa contra o município, a herança maldita do salário de dezembro atrasado e o retroativo do reajuste de janeiro a agosto de 2012. Em 3 meses garantimos já o pagamento do piso, saiu em março e o retroativo deve estar saindo por esses dias.

LÉO QUANDO VEREADOR SEMPRE FOI UM DEFENSOR DOS UNIVERSITÁRIOS, COMO ESTÁ ESSA RELAÇÃO, JÁ FOI ELABORADO ALGUM PROJETO PARA AJUDAR OS UNIVERSITÁRIOS?

Diante das dificuldades encontradas na questão financeira, para estabelecer um convênio com a associação, a câmara tem que autorizar esse convênio, Léo está elaborando um estudo de que valor vai ser estabelecido para se fazer o repasse. Esse é um compromisso que vai ter quê assumir, pois ele disse em palanque e tenho certeza que ele vai cumprir, agente pede a paciência e compreensão dos universitários.

NÃO SERIA POSSÍVEL O PREFEITO CONSEGUIR ALGUM SUBVENÇÃO COM UM DEPUTADO OU SENADOR?

Isso poderá ser feito, buscar uma subvenção via assembleia legislativa, via governo federal, no que for preciso ele irá ajudar, ele assumiu esse compromisso com os estudantes e esse compromisso será concretizado.

CLÍNICA DE SAÚDE, QUAIS OS PROJETOS PARA FAZER ELA FUNCIONAR REALMENTE, SER UMA CLÍNICA 24HS?

Primeira coisa foi a falha grave do governo do estado em receber uma obra daquele jeito, problemas hidráulicos, elétricos, na construção do prédio, um caos a construção da clinica, governo deveria ter cobrado um obra realmente bem feita. Já é um grande problema enfrentado pela administração, em está corrigindo uma serie de defeitos naquele espaço.

Agora essa semana estamos anunciando o novo horário no atendimento na clínica, para incrementar, para realmente fazer com que a clínica atenda de acordo como ela foi projetada, a primeira coisa, é a distribuição de fichas que era entregue na sexta-feira para a semana toda.

A secretária Ana Cristina de Jesus, recém-nomeada ao cargo, estabeleceu que a partir de segunda a distribuição fosse diária. A clínica também vai funcionar das 7h às 19h, aos sábados, domingos e feriados em sistema de plantão, pois se for preciso aplicar um aerossol, uma injeção, pequenos curativos vai receber esse atendimento. Além de a clínica dar um suporte em urgência e emergência, com o serviço das ambulâncias, que ficam no anexo.

Mas a população pode ficar certa, o prefeito prometeu e sempre afirmou que vai ter a saúde em primeiro lugar, aos poucos estaremos colocando as coisas em ordem.

RECENTEMENTE O PROGRAMA FANTÁSTICO DA REDE GLOBO, APRESENTOU UMA REPORTAGEM DOS MATADOUROS EM TODOS OS MUNICÍPIOS, SABEMOS QUE O DE CAMPO DO BRITO NÃO POSSUI CONDIÇÕES E NÃO É ADEQUADO PARA O ABATE?

Primeiro, fizemos um diagnóstico, o matadouro também estava numa situação deplorável, alguns serviços de melhorias foram autorizados para serem realizados, já tem uma segunda etapa de serviços sendo feita para oportunizar a qualidade desse serviço no matadouro. A grande mudança é o acondicionamento da carne, que antes era feito o transporte em um carro aberto sem cuidado, hoje é feito em um caminhão frigorífico que transporta a carne do matadouro até a feira. Com a inauguração do novo mercado também vamos tentar fazer uma readequação no trabalho de higiene, além dessa preocupação, algumas mediadas pontuais já foram feitas para dar algumas melhorias.

E O GOVERNO DO ESTADO? HÁ PROJETOS EM PARCERIA?

Do governo do Estado com intervenção do deputado Venâncio Fonseca, foi autorizado a questão da pavimentação asfáltica das ruas e avenidas e logo esses serviços serão realizados na cidade. O prefeito já agradeceu a essa parceria do deputado Venâncio Fonseca, e temos que entender que em virtude da situação financeira do Estado de Sergipe e dessa novela do pro-investe, o estado ficou parado em torno dessa discussão.

POR ERROS DE ADMINISTRAÇÕES PASSADAS UMA LIXEIRA FOI CONSTRUÍDA NA SERRA DOS MONTES, QUAIS SÃO OS PROJETOS PARA A RETIRADA DE LÁ?

Trouxeram um alemão para fazer um projeto, e mesmo assim disseram que ali seria um local ideal, mas lá você tem uma reserva, uma área ambiental do município, tão famosa Serra dos Montes que está no hino. Diante de ações judicias do ministério público dos municípios e do Estado, foi estabelecido e criado um consorcio do agreste, em torno de um projeto de um aterro sanitário adequado para receber todo o lixo das cidades do agreste. E o município faz parte desse consorcio, o prefeito já participou da primeira reunião nesse ano realizada em Itabaiana, já aconteceu uma segunda reunião onde o Secretário de Assuntos Extraordinário Ernesto Sobrinho e o de Agricultura Evairton Andrade participaram em Ribeirópolis. Em breve teremos esse espaço e todo o lixo será passado para lá, e na lixeira da serra deverá ser feito todo um trabalho de remanejamento do lixo existente,  há um projeto em discursão pela administração, que é a questão de um reflorestamento e de transformar a serra em uma APA (Área de Proteção Ambiental).

QUAIS OS PRINCIPAIS PROJETOS ELABORADOS PELA SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO E OS PRINCIPAIS PROBLEMAS ENCONTRADOS?

O primeiro ponto, é a forma de como está constituída a secretaria de comunicação em Campo do Brito, nunca teve, nunca existiu uma secretaria nessa estrutura, nós fazemos, trabalhamos e desenvolvemos a política de comunicação, cuidamos do cerimonial, trabalhamos ativamente com acessória de comunicação, hoje a frente o radialista Zé do Sertão.

Ainda desenvolvemos ações de marketing público e político, da forma que a secretaria está trabalhando, muitas  vezes as pessoas podem dizer, que Josival não está falando, estou sempre atento e recebendo as pessoas, desenvolvendo um trabalho que visualize especificamente e que dê visibilidade a figura do prefeito, a mim pouco importa se fiz ou projetei aquele trabalho, o importante é colocar o nome do prefeito em primeiro lugar. Conseguimos trazer uma emissora de televisão para fazer um registro interessante, sobre a festa de São José.

Nós damos suporte a todas as secretarias, a criação da programação visual, o projeto da campanha de IPTU, temos um site (www.campodobrito.se.gov.br), uma página no facebook, no twitter e no site temos uma ouvidoria. Queremos aproveitar e convidar aos internautas a deixar lá suas reclamações, sugestões e críticas, mas com respeito.

Neste momento iremos começar a aparecer mais, diante de um discurso mentiroso, vazio, infundado, que a oposição está querendo plantar no município, neste caso precisamos ser mais ativos e vamos estabelecer um debate frente a frente. Toda vez que a administração for acusada de alguma coisa, iremos responder com a mesma dureza.

Sempre trataremos a oposição com respeito, mas com o respeito que ela mereça. O vereador Bel de Pio durante oito anos não defendia o povo de Campo de Brito, ele defendia um projeto de poder que foi implantado, uma administração patriarcal, e muito familiar mesmo. Enquanto ele ficar fazendo isso, nós vamos começar a responder e vamos deixar claro que, quando for negado a alguém da equipe da secretaria de falar em nome da administração nós iremos a justiça. Um episódio que reprovo e repudio foi o que ocorreu com o assessor de comunicação Zé do Sertão, na rádio de Itabaiana. Se isso acontecer novamente, nós acionaremos a justiça para garantir o nosso direito de resposta, o direito a resposta é uma garantia, se você é citado tem direito a resposta, estamos num Estado de direito e democrático.

COMO A ADMINISTRAÇÃO VÊ CAMPO DO BRITO DAQUI A QUATRO ANOS?

Vou usar e ler literalmente o que o prefeito respondeu em entrevista ao Correio de Sergipe, “uma cidade próspera, segura e feliz, com um povo trabalhador e hospitaleiro. Em 2016 quero dizer ao nosso povo, muito obrigado por me oportunizar ser o protagonista de um projeto que construiu um novo tempo. Está será a nossa intenção. Está será a nossa determinação. Este será o nosso compromisso”.

Tópicos Campo do Brito, Política
Mais Recentes
Comentários
Publicidade