Jovem de Macambira faz teste para jogar no Santos (SP)

Esporte | 12/09/2012 20h05

Filho de família humilde e de um dos povoados mais necessitados, tendo que lutar contra todos os obstáculos, o jovem Wilson Batista do Nascimento, 17 anos,atleta da Associação Clube Vasquinho da Lagoa Seca, do município de Macambira,foi selecionado em um torneio realizado em Simão Dias por um olheiro e está fazendo testes no Santos Futebol Clube, clube da primeira divisão do futebol nacional. Se passar na avaliação, futuramente Wilson estará vestindo uma das camisas mais tradicionais do futebol brasileiro, por onde já passaram craques como Pelé, Coutinho, Serginho, Robinho e, mais recentemente, Neymar e Paulo Henrique Ganso.

O atleta sergipano viajou para Santos, acompanhado de sua mãe (Isabel) e do 1º Secretário da Associação (Lúcio Flávio). Na preparação que antecedeu a viagem, o jovem Wilson passou por um trabalho de condicionamento físico na Academia M2 Fitness de Campo do Brito, na companhia do amigo Magno. O atleta foi presenteado com um par de chuteiras pelo amigo Gilvan da Sport Rabelo, tendo em vista que a chuteira que vinha usando era emprestada de um amigo.

Continua depois da publicidade

Entidade – Fundada em 4 de junho do ano passado, no povoado Lagoa Seca, em Macambira, a Associação Clube Vasquinho, constituída por moradores da região, tem como objetivo incentivar o esporte e a educação desde a infância;manter a criança na escola; além de dar uma melhor qualidade de vida para os habitantes do povoado. “Conseguimos avançar muito. Melhoramos no colégio a frequência e a média das crianças que fazem parte do projeto. Conseguimos fardamentos de qualidade, mais de 16 bolas oficiais, mais de 130 coletes para treino, etc. Ganhamos o título de campeão municipal no futebol e também no futsal”, destaca Lúcio Flávio.

Perseguição – Mesmo conseguindo revelar atletas como Wilson, em tão pouco tempo de existência, a Associação sofre com a perseguição política por parte da administração municipal de Macambira. O primeiro obstáculo criado foi na hora de se obter o alvará de funcionamento. “O prefeito municipal simplesmente ignorou nossos ofícios não dando resposta. Até hoje lutamos na justiça para recebê-lo. À medida que vem chegando próximo ao pleito eleitoral essa perseguição vem aumentando. De uma hora pra outra o presidente e a tesoureira da associação começaram a trabalhar contra a associação. Não entendemos o porquê disso”, comenta o presidente de honra da entidade.

Por fim, Lúcio Flávio denunciou que “logo tivemos conhecimento que os dois (presidente e tesoureira) estavam acabando de receber uma casa, cada um. Tivemos, então, que fazer a destituição da diretoria e fazer uma nova eleição constituindo uma nova. A resposta por parte do prefeito Ricardo Souza foi dura. No dia 09 de junho passado, estávamos treinando as crianças de 7 a 10 anos, coisa que fazemos há um ano e em todos os finais de semana. De repente o campo foi invadido pela escolinha de futebol da cidade, juntamente com vários adultos, amando de Ita Anderson, o ex-secretário de esportes do município. No final, o prefeito chegou e expulsou as crianças da Lagoa Seca dando aval aquela barbaridade. Se não bastasse tudo isso, a conta da Associação foi bloqueada por advogados que prestam serviço para prefeitura de Macambira”.

Fonte: Faxaju
Foto: Facebook Radio Cultura

Tópicos Esporte, Macambira
Mais Recentes
Comentários
Publicidade