Moradores do povoado Ceilão em Campo do Brito fecham novamente a estrada em manifestação

Campo do Brito | 05/06/2012 15h46 - Atualizada às 05/06/2012 16h01

Na manhã desta terça-feira, 05, no povoado Ceilão na cidade de Campo do Brito-SE, a população novamente fez uma pequena manifestação em reclamação ao descaso e falta de preocupação por parte das autoridades.

Não é a primeira vez que os moradores realizam esse tipo de manifestação, no dia 12 de janeiro, eles realizaram o mesmo tipo de manifesto para reivindicar quebra molas e calçamento. Os quebra-molas foram colocados, mas o calçamento ainda não.

Continua depois da publicidade

A estrada é acesso ao principal ponto turístico da cidade, a Barragem, onde há um grande fluxo de veículos diariamente, além da grande movimentação de caçambas que retiram areia e barro perto do local, trazendo consigo a poeira.

Na ultima manifestação ficou acordado que um carro pipa iria molhar a estrada para minimizar a poeira, mas segundo as moradoras Andreia e Carmo, isso só ocorreu nos primeiros dias depois da manifestação e logo após parou, trazendo o problema novamente.

Segundo os moradores existem várias crianças e idosos expostos à poeira com o risco de adquirirem doenças respiratórias. A moradora Edilene relatou que cuida de duas idosas, uma com 60 e outra com 66, ambas deficientes mentais e que sofrem muito com a poeira.

Já a lavradora Aline, chamou nossa equipe até sua casa para mostrar sua filha de apenas 4 anos de idade, que sofre de alergia, e que por sinal no momento da entrevista estava tossindo muito. Aline nós mostrou a receita da injeção que sua filha tem que tomar todo mês para minimizar os problemas. “Ela tem que tomar a cada 30 dias essa injeção, que só vende em Aracaju e custa R$ 360,00, e eu não aguento mais a falta de respeito conosco. É caçamba de domingo a domingo, agente acorda com elas e vai até quase 9 ou 10 da noite” relatou Aline.  

Durante a manifestação os motoristas e pessoas que passavam no local divergiam entre si com relação ao ato, as pessoas que tentaram atravessar a barreira de motocicleta foram impedidas. Um rapaz que tentou atravessar, se exaltou e acabou empurrando a Srª Ginalva Dantas de Oliveira por cima das madeiras que estava no acostamento e a mesma acabou arranhando o joelho.

A manifestação começou próximo as 12h e uma viatura da CPRv chegou 40 minutos após, segundo os policias, os mesmo estavam ali para dar apoio a viatura do 3º Batalhão que já estava se deslocando até o município. As 13:20h a  primeira viatura da policia militar chegou ao local para tentar resolver a manifestação.

Segundo o comandante Eurico, eles estavam ali para desobstruir a via e dar apoio ao Corpo de Bombeiros que também já estava a caminho. Questionado sobre o porquê da presença do 3º Batalhão e não da policia do município, o mesmo relatou que no município não tem viatura disponível. As 13:51h o Corpo de Bombeiros chegou no local apagando o fogo e desobstruindo a passagem.

Mesmo assim os moradores disseram que após a saída da policia e dos bombeiros eles iriam obstruir novamente.

Nenhum representante da Prefeitura de Campo do Brito esteve no local, nossa redação tentou entrar em contato com o secretário de obras, mas até a finalização desta matéria o mesmo não nós atendeu.

Confira as fotos da manifestação:

Da redação por William Vinícius.

Tópicos Campo do Brito
Mais Recentes
Comentários
Publicidade