3º BPM apresenta balanço das ações desenvolvidas no 1º quadrimestre de 2018

Policial | 02/05/2018 14h46

O 3° Batalhão da Polícia Militar do Estado de Sergipe (3º BPM), sediado na cidade de Itabaiana, divulgou as ações realizadas pelos seus integrantes no 1º quadrimestre deste ano, na região do Agreste Sergipano. Segundo os números registrados, a Unidade recebeu apenas no mês de abril, 5.731 acionamentos por meio do telefone 190, representando uma média diária de 191 ligações/dia.

Durante o mês de abril, como resultado das intervenções policiais, por meio das ocorrências e do trabalho ostensivo/preventivo, foram realizadas 6.932 abordagens, que resultaram nos seguintes números: sete apreensões de armas de fogo, com a prisão direta de 12 infratores; 53 veículos recuperados com restrição de roubo/furto; 66 infratores presos em flagrante delito e 210 Relatórios de Ocorrência Policial (ROP) confeccionados.

Na comparação com o mesmo período de 2017, até março de 2018, foram realizadas 19.834 abordagens pelo 3º Batalhão, quando 26 armas e 75 quilos de entorpecentes foram apreendidos; 126 veículos foram recuperados; 186 prisões realizadas e 584 ROPs confeccionados.

Redução nos homicídios

Continua depois da publicidade

Até o 1º quadrimestre deste ano, com relação ao controle de homicídios na região atendida pelo 3º BPM, houve uma baixa de 27% comparado ao mesmo período de 2017. Na área da 1ª Companhia do 3º BPM, que compreende Campo do Brito, Macambira, São Domingos e Areia Branca, a redução observada é de 44,44%, em comparação a 2017. Já na área da 2ª Companhia, que engloba Carira, Frei Paulo, Pinhão e Pedra Mole, a diminuição observada é de 33%.

Já na região da 3ª Companhia, que abrange Ribeirópolis, Moita Bonita, Malhador, Nossa Senhora Aparecida e São Miguel do Aleixo, o 3º BPM conseguiu a redução mais significativa, com 61,90%, quando comparamos com 2017. O destaque ficou com o município de Ribeirópolis, onde ocorreu a baixa de 76,47%.

Em Itabaiana, área da 4ª Companhia, houve uma estabilização nas ocorrências de homicídios, com 31 casos em 2017 e 32 em 2018, número que o comando do 3º BPM busca reduzir com trabalho do efetivo do próprio Batalhão e o acréscimo das equipes da Força Nacional, que iniciaram as suas atividades há cerca de uma semana.

Segundo o tenente-coronel Sidney, comandante do 3º BPM, “com a intensidade do trabalho ostensivo, temos como meta a redução dos índices de criminalidade e a preservação da tranquilidade pública na região do Agreste sergipano, objetivo que já vem sendo alcançado, conforme os números apresentados. Após o término do primeiro quadrimestre do ano de 2018, realizamos um comparativo de avaliação entre o trabalho que estamos desenvolvendo e aquele que nós mesmos fizemos no ano de 2017, o que já representou uma significativa redução em relação a 2016.”

Ainda ressalta o comandante, que “os números apresentados e verificados demonstram, de forma clara, que a cada dia aperfeiçoamos mais a forma de trabalhar para conseguir melhores resultados operacionais, que sempre objetivam na redução dos índices de criminalidade na região do Agreste Sergipano”.

Ascom PM/SE

Tópicos Policial
Mais Recentes
Comentários
Publicidade