Funcionários dos Correios de Sergipe deflagram greve

Sergipe | 20/09/2017 10h57

Os trabalhadores dos Correios de Sergipe decidiram paralisar as atividades por tempo indeterminado a partir desta quarta-feira (20). A decisão foi tomada durante assembleia geral na noite desta terça-feira (19).  Com a paralisação das atividades, as entregas de encomendas e os atendimentos nas agências postais estão prejudicados. Os servidores protestam na central dos Correios na zona Oeste de Aracaju.

De acordo com o diretor do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios de Sergipe (Sintect-SE), João Neto, a empresa não ofereceu nenhuma proposta de aumento salarial, mesmo com a entrega do calendário de atividades do sindicato.

Ainda conforme o sindicalista, as negociações junto aos Correios vêm ocorrendo em Brasília sem avanços. Além de adiar a negociação por três vezes, a categoria reclama que a empresa retirou cláusulas e sugeriu alterações que ferem direitos dos trabalhadores.

Além disso, o presidente do sindicato disse que a categoria também cobra melhores condições de trabalho. “A paralisação é contra o fechamento e falta de segurança nas agências, contra a retirada dos vigilantes, pelo retorno das férias dos empregados e também contra as reformas previdenciária e trabalhista”, informou.

Continua depois da publicidade

Os Correios enfrentam uma severa crise econômica e têm adotado medidas para reduzir despesas e aumentar o lucro da estatal. Nos últimos dois anos, os prejuízos somaram quase R$ 4 bilhões. Desse total, 65% correspondem a despesas de pessoal.

No ano passado, os Correios iniciaram um Programa de Demissão Incentivada (PDI) que pretendia atingir oito mil servidores, mas apenas 5,5 mil aderiram. Em Sergipe, o número de funcionários caiu de 1.100 para 831 e, só entre os carteiros, há um déficit  de mais de 300 trabalhadores. “A população tem sentido há muito tempo os efeitos dessa precarização”, diz o diretor sindical.

A estatal não se manifestou sobre a greve até a publicação desta notícia.

*F5 News

Tópicos Destaque, Sergipe
Mais Recentes
Comentários
Publicidade