Jogador sergipano estava no avião que caiu com a equipe da Chapecoense

Notícias | 29/11/2016 13h26

O sergipano Willian Thiego de Jesus de 30 anos, mais conhecido como Thiego é natural de Aracaju, atuava como zagueiro do Chapecoense e estava no avião que caiu nesta terça-feira (29) em Medellin, na Colômbia, 1h15, no horário de Brasília. Segundo o presidente do Sergipe, Silvio Santos, o jogador se destacou em 2005 no Sergipe e depois seguiu outros times, chegando no auge da sua carreira este ano de 2016, ele vinha se destacando nas finais da copa Sul Americana.

A família que mora em Aracaju recebeu a confirmação da morte do Thiego, por volta das 7h da manhã, todos assustados com a notícia. O Sergipe emitiu uma nota de solidariedade do Chapecoense.

“O Sergipe, com uma profunda e imensurável tristeza, lamenta o acidente da Chapecoense, e torna público a solidariedade em um momento dificílimo da história do futebol brasileiro. As notícias dão conta de que os sobreviventes são poucos e entramos em uma corrente de oração para que mais sejam encontrados. Nos unimos em orações por todos os atletas como também pelo zagueiro Thiego, que foi revelado em nosso clube.”

Continua depois da publicidade

O acidente

A queda do avião da Chapecoense nesta terça-feira (29) em Medellin, na Colômbia, deixou 76 pessoas mortas e cinco feridas, de acordo com informações da Agência Reuters. As informações são preliminares e foram repassadas pela polícia colombiana.

O comandante da Polícia Nacional da Colômbia na região, Jose Gerardo Acevedo, informou que “seis pessoas foram resgatadas com vida, mas infelizmente uma morreu”.

O avião em que embarcou a delegação da Chapecoense com destino à Colômbia fez um pouso forçado na região de Antioquia, naquele país, na madrugada. Segundo controladores de voo colombianos, a causa do acidente seria uma série de problemas elétricos.

A delegação da equipe estava a caminho do aeroporto José Maria Córdova, em Medellín, onde a equipe catarinense enfrentaria o Atlético Nacional pela final da Copa Sul-Americana deste ano.

A aeronave partiu de Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia, sob o número de identificação CP2933. A equipe fez escala no país depois de ter deixado São Paulo por volta das 15h35, horário local.

O avião transportava 81 passageiros, sendo 48 membros da Chapecoense, 21 jornalistas, três convidados, além de nove tripulantes.

A conta oficial do Aeroporto José María Córdova no Twitter confirmou um chamado de emergência do avião que decolou de São Paulo e informou que a operação de resgate está sendo realizada apenas por terra devido as condições climáticas no local.

Segundo informações da rádio Caracol, sobreviventes já estão sendo retirados do local do acidente e levados para o hospital de La Ceja, a cerca de uma hora de Medellín.

Entre os nomes confirmados de sobreviventes, os primeiros foram o defensor Alan Ruschel, o goleiro titular Danilo e o goleiro reserva Jackson.

Através da conta oficial do torneio no Twitter, a Conmebol confirmou que a partida de ida da final do torneio está adiada indefinidamente.

Fonte: Com informações do R7

Tópicos Esporte
Mais Recentes
Comentários
Publicidade