Catador de recicláveis, natural de Campo do Brito, evoluiu a óbito logo após o almoço e cadela também morre ao seu lado

Notícias | 28/10/2016 09h02

Por volta das 14 horas desta quinta-feira (27), a Polícia Militar foi acionada para atender a ocorrência de uma morte no povoado Rio das Pedras, no município de Itabaiana (SE), onde um catador de recicláveis havia evoluído a óbito embaixo de uma mangueira.

O homem identificado como Jorge da Cruz Almeida de 50 anos, começou a passar mal logo após o almoço e faleceu instantes depois. Outro fato que chamou a atenção da polícia foi a morte de uma cadela ao lado da vítima. Restos comida foi localizado próximo ao animal, no entanto, a causa dos óbitos são desconhecidas.

(Foto: Gilson de Oliveira)

(Foto: Gilson de Oliveira)

Além da equipe Força Tática do 3.º Batalhão do Agreste, uma equipe de investigadores da Polícia Civil também esteve presente ao local do fato.

Continua depois da publicidade

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192) foi chamado para prestar assistência ao homem, sendo constatado que o mesmo já encontrava-se sem os sinais vitais.

O catador era natural de Campo do Brito (SE), onde residem seus familiares, porém há cerca de 15 anos ele moravam com o filho e a nora no prédio do antigo Posto Fiscal do Estado, às margens da BR-235.

O corpo do homem foi removido para exame de autopsia no Instituto Médico Legal Doutor Augusto César Leite, em Aracaju (SE), após a Polícia Técnica Científica periciar a cena do ocorrido.

Fonte: Gilson de Oliveira

Tópicos Notícias
Mais Recentes
Comentários
Publicidade