Governo Federal reconhece situação de emergência por seca em Campo do Brito

Campo do Brito | 22/04/2016 15h01 - Atualizada às 22/04/2016 15h31

A Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil com base na portaria nº 96 de 20 de abril de 2016, reconheceu a situação de emergência por seca no município de Campo do Brito-SE.

A informação foi publicada na edição do Diário Oficial da União desta sexta-feira (22) pelo Ministério da Integração Nacional.

portaria-federal-situacao-emergencia-campo-do-brito

Além de Campo do Brito, em Sergipe, o governo Federal também reconheceu o estado de emergência na cidade de Telha devido à estiagem.

Continua depois da publicidade

O município de Campo do Brito, havia publicado o decreto 032/2016, que declarou situação de emergência nas áreas do município afetadas pela seca. O decreto foi publicado no dia 26/02 na edição 281 do Diário Oficial do Município. Havendo também publicações dos decretos 037/2016, publicado em Março; e 038/2016 publicado em abril.

Segundo o decreto, o município de Campo do Brito vem sofrendo os efeitos negativos da seca proveniente das baixas precipitações pluviométricas desde o ano de 2014 (os dois últimos decretos, citam agosto de 2015), com um quadro chuvoso bem abaixo do esperado, quando não foram registrados índices satisfatórios à manutenção econômica e social dos munícipes, de forma geral, tendo chovido apenas 18% da média histórica, conforme último laudo do Sistema Meteorológico de Sergipe, afetando, de forma significativa, toda a zona rural, sem exceção, do nosso Município.

Ainda informa que verificou-se uma perda na produção agrícola da ordem de 90%, conforme relatório da Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente – SEMAMA, como também perdas consideráveis na atividade pecuária. E que registrou-se também a redução das águas dos açudes e barragem que abastecem o município, que se encontram com 40% de sua capacidade de armazenamento, de acordo com relatório da DESO. O baixo nível do lençol freático dificulta também a captação de água potável através de poços e a situação tende a se agravar, uma vez que não há previsão de chuvas significativas para este ano.

Da redação, Portal i9Sergipe

Tópicos Campo do Brito
Mais Recentes
Comentários
Publicidade