Sindicatos miram paralisação caso o Governo não pague o 13º

Sergipe | 18/12/2015 17h09

A comissão dos sindicatos da Saúde do Estado, da qual o Sindicato dos Trabalhadores na Área da Saúde do Estado de Sergipe (Sintasa) faz parte, juntamente com os servidores decidiram que se não for pago o 13º salário até o dia 20 de dezembro haverá paralisação conjunta de duas horas, no dia 23 (quarta-feira), a partir das 7horas, no Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose). A decisão foi tomada na assembleia geral dessa quinta-feira à noite (17), no auditório do Hospital de Urgência de Sergipe (HUSE). Na ocasião, ficou acertado ainda que se até o 5º dia útil de janeiro o Governo do Estado não pagar o salário dos servidores haverá paralisação de 24 horas de advertência e uma assembleia para definir se haverá greve por tempo indeterminado ou não.

“O Governo do Estado até agora não disse se os servidores da Fundação Hospitalar de Saúde (FHS) vão receber o 13º salário ou não. Nós estamos com essa preocupação. E não podemos também ficar sem reagir essa prática do governo em atrasar o pagamento do salário dos servidores. Daí, só toleramos esperar até o quinto dia útil do mês”, explica Augusto Couto, presidente do Sintasa.

Participaram da Assembleia Geral, além do Sintasa, representantes do Sindicato dos Enfermeiros de Sergipe (Seese), Sindicato dos Assistentes Sociais de Sergipe (Sindasse), Sindicato dos Psicólogos de Sergipe (Sinpse), Sindicato dos Técnicos e Auxiliares de Laboratórios de Análises Clínicas do Estado de Sergipe (Sintelab/SE) e Sindicato de Nutricionistas e Técnicos em Nutrição do Estado de Sergipe (Sindinutrise).

*Ascom Sintasa

Tópicos Sergipe
Mais Recentes
Comentários
Publicidade