Após quase cinco meses, termina greve dos professores da UFS

Sergipe | 13/10/2015 12h45

UFSNa semana passada, os técnicos administrativos da Universidade Federal de Sergipe (UFS) retornaram ao trabalho. Em assembleia realizada na última quarta-feira (7), os professores também aprovaram o indicativo para o fim da greve. Hoje (13), os professores federais, por intermédio da associação da categoria (Adufs), decidiram que vão retornar às aulas no próximo dia 19.

A saída da greve (que durou 138 dias – iniciada em 28 de maio) foi decidida depois que a categoria aceitou a oferta do Executivo de um reajuste de 10,8% parcelado em dois anos. Os servidores receberão aumento de 5,5% em agosto de 2016 e de 5% em janeiro de 2017. Além disso, devem receber acréscimos nos auxílios creche e alimentação e no valor per capita do plano de saúde.

O adiamento do reajuste, que tradicionalmente entra na folha de pagamento de janeiro, é parte do novo pacote de medidas do governo para redução de despesas em 2016 – que inclui cortes no valor de R$ 26 bilhões. O Governo espera um impacto de R$ 7 bilhões a menos nos gastos públicos por conta da mudança do reajuste.

Apesar do retorno, não há previsão de como será reorganizado o calendário das aulas, segundo a UFS. Ao saber da decisão dos professores, a diretoria deve agora se reunir para avaliar e definir as datas, já que o primeiro semestre deste ano ainda não foi concluído.

Continua depois da publicidade

“Depois de decidido retorno na assembleia, os professores têm 24 horas para voltar às aulas. Mas, a Andes – Associação Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior – pediu que todos voltassem às aulas em conjunto num prazo de hoje até sexta-feira”, afirma o assessor de comunicação da UFS, Luiz Amaro.

O Sintufs – sindicato dos técnicos –, a Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (Progep) da UFS e o Ministério Público Federal (MPF) também se reúnem hoje para tratar da implementação da jornada flexibilizada – pauta local – e para assinatura do termo de acordo.

FONTE: F5 News

Tópicos Educação, Sergipe
Mais Recentes
Comentários
Publicidade