Professores do Estado não terão ponto referente ao mês de junho cortado

Sergipe | 01/07/2015 17h50

O governador de Sergipe, Jackson Barreto decidiu na tarde desta quarta-feira (1ª) que não vai cortar o ponto dos professores da rede estadual referente aos dias em que eles ficaram paralisados no mês de junho.

Segundo o secretario de estado da comunicação, Sales Neto, seriam 19 dias cortados, mas com a medida, os salários dos professores serão pagos no final deste mês na íntegra.

Em uma nota pública, o Governo apela para que os professores realizem as reposições das aulas referentes aos dias de paralisação. Hoje à tarde aconteceu uma reunião entre a direção do Sintese e a diretora da Diretoria de Educação de Aracaju (DEA), Maria Lúcia de Góes, para tratar a questão do calendário letivo. A categoria já tinha avisado que não se comprometia a repor as aulas, caso o corte do ponto fosse mantido.

Hoje pela manhã, os professores decidiram em assembleia realizar novas paralisações e boicote ao desfile de 7 de setembro. Os docentes ficaram em greve pro 32 dias, entre 18 de maio e 18 de junho. O movimento paredista foi considerado ilegal pelo desembargador José dos Anjos.

Continua depois da publicidade
Com informação do F5 News.

Tópicos Educação, Sergipe
Mais Recentes
Comentários
Publicidade