Professores do Estado ameaçam deflagrar greve por tempo indeterminado

Sergipe | 30/04/2015 13h47

Os professores das redes estadual e municipais filiados ao Sintese aderiram à mobilização nacional convocada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) para esta quinta-feira (30). A categoria realizou nas primeiras horas da manhã uma ato na porta da Secretária de Estado da Educação (Seed) e em seguida, foram até o Ministério Público Estadual.

Os educadores cobram um posicionamento do Governo sobre o reajuste do piso salarial, pagamento da interiorização, política de reforma e manutenção das escolas, efetiva política contra a violência nos estabelecimentos de ensino e em seu entorno, alimentação escolar de qualidade.

No MPE eles pediram providências com relação ao não cumprimento do Termo de Ajuste de Conduta assinado por diversos municípios firmando compromisso de efetuar o pagamento dos salários em dia.

De acordo com o Sindicato da categoria, os docentes convivem com escolas em estado físico crítico, falta de valorização profissional, gestores que descumprem a lei do piso salarial do magistério, a falta de gestão democrática e um processo de criminalização da profissão.

Continua depois da publicidade

O Sintese ainda informou que se não houver resposta por parte do Governo do Estado quando às reivindicações da categoria até o próximo dia 10 de maio, uma greve por tempo indeterminado poderá ser deflagrada, em assembleia marcada para o dia 13 de maio.

O site F5 News entrou em contato com a assessoria de comunicação da Seed e recebeu a informação de que a pasta não se posicionaria sobre o ato de hoje. A Ascom esclareceu apenas que o Estado já realiza o pagamento do piso do magistério e que no momento, não há condições de se discutir novos reajustes por conta dos limites estabelecidos pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) para as despesas com a folha de pagamento.

*Com informações do F5 News e Sintese

Tópicos Educação, Sergipe
Mais Recentes
Comentários
Publicidade