Policial

PC prende acusado de praticar assaltos, furtos e tentativa de homicídio em SE e AL

Escrita em 22 de novembro de 2013 às 10:31h

Uma operação da Polícia Civil de Sergipe prendeu na madrugada desta quinta-feira, 21, na BR-101, no trecho da cidade de Umbaúba, Adson Lima Santos, 25 anos, acusado de praticar assaltos a motocicletas, roubo de ônibus intermunicipal e furtos em Sergipe e Alagoas. Segundo o delegado Paulo Cristiano Alves, uma operação foi montada para prender o foragido há duas semanas.

PC prende acusado de praticar assaltos, furtos e tentativa de homicídio em SE e AL

Na época, Adson tentou roubar uma pessoa nas ruas da cidade de Umbaúba quando policiais civis e militares que passavam pela região reagiram e perseguiram o infrator. Na fuga, Adson disparou dois tiros contra o delegado e sua equipe. Os policiais reagiram e perseguiram-no até um laranjal situado na zona rual do município. “Revidamos a agressão e o seguimos por vários metros dentro do laranjal sem sucesso, pois ele conseguiu entrar num matagal e sumir por vários dias”, explicou o delegado.

Desde então, a polícia realizou várias diligências para prender o suspeito. Adson é alagoano da cidade de Pão de Açúcar e tem várias passagens pela policia do Estado vizinho pelos crimes de furto, roubo e porte ilegal de arma de fogo. “Por estes crimes, ele foi preso e estava custodiado à Delegacia de Delmiro Gouveia onde conseguiu fugir com outros 18 presos no final de agosto deste ano”, disse.

Em depoimento, ao delegado Paulo Cristiano ele contou que após fugir da delegacia retornou a Sergipe com a missão de matar os assassinos do seu pai, morto no passado no município. Ocorre que o plano nunca foi colocado em prática. “Em Alagoas, Adson responde quatro processos e tinha uma condenação criminal por porte ilegal de arma de fogo. Aqui em Sergipe, há pelo menos seis crimes que são atribuídos a ele, dentre os quais: dois furtos, um roubo, um porte ilegal de armas e uma tentativa de homicídio contra a equipe de polícia da Delegacia de Umbaúba”, destacou.

No momento da prisão, Adson foi encontrado com um revólver calibre 38 com seis munições, a mesma que, segundo a polícia, utilizou para atirar contra o delegado Paulo Cristiano e um sargento da Polícia Militar. Adson ainda tem um restante da pena a cumprir por porte ilegal de armas em Alagoas, mas deverá continuar preso em Sergipe em virtude dos vários crimes praticados por ele no Estado.

Ascom SSP/SE
Publicidade
Publicidade

Enviar para amigo





Comente com sua conta no facebook

Últimas Notícias

Publicidade
© Copyright 2010-2014 - Todos os direitos reservados. Termos de Uso e Privacidade Produzido por William Vinícius e sistema da INORDESTE